cabecalho

 
PORTAS DE BRASÍLIA   DESTAQUES DESTA EDIÇÃO  

NOTÍCIAS

A Terceirização, em virtude do crescimento expressivo da indústria no período pós-guerra, na década de 50, que ocasionou a necessidade de expandir e agregar agilidade aos métodos de produção, está consolidada como eficiente prática de gestão em todo o mundo. O conceito da especialização é o que faz da Terceirização uma ferramenta imprescindível para a competitividade empresarial e brasileira.

ARTIGOS


SINAIS DE RESISTÊNCIA AOS CORTES NOS BENEFÍCIOS
Editorial do jornal Valor Econômico
(20/01/2015)

‣‣ Leia a íntegra

OS "NEM-NEM-NEM"
Por Leandro Siani Pires, analista do
departamento econômico do Banco Central
Publicado no jornal Valor Econômico
(07/01/2015)
‣‣ Leia a íntegra

É PRECISO SE PREPARAR PARA UMA REVOLUÇÃO DA COMUNICAÇÃO
Por Vicky Bloch, professora da FGV e MBA
de recursos humanos da FIA
Publicado no jornal Valor Econômico
(15/01/2015)
‣‣ Leia a íntegra

FRAQUEZA NA ECONOMIA
Por Celso Ming, jornalista, colunista do
jornal O Estado de S.Paulo (15/01/2015)
‣‣ Leia a íntegra

PARA QUE SERVEM OS ECONOMISTAS?
Por Robert J. Shiller, professor de
economia na Universidade de Yale
Publicado no jornal Valor Econômico
(16/01/2015)
‣‣ Leia a íntegra

 

SEMINÁRIOS, PALESTRAS
E WORKSHOPS

‣‣ Clique e veja mais ...

 
UMA DIVISÃO QUE SOMA
Gaudêncio Torquato
 

AVANTE, PATRIOTAS!

Luciano Ornelas
 


SETOR DE SERVIÇOS: MENOS
RECEITA EM QUASE 3 ANOS

‣‣ Saiba mais ...

INDÚSTRIA DE CHOCOLATES ESTIMA 26,5 MIL VAGAS TEMPORÁRIAS PARA
A PÁSCOA

‣‣ Saiba mais ...

JOVEM E TRABALHADOR QUE FAZ BICOS MANTÊM DESEMPREGO BAIXO
‣‣ Saiba mais ...

MERCADO DE TRABALHO COMEÇA 2015 COM DEMISSÕES
‣‣ Saiba mais ...

SÃO PAULO: PRIMEIRO LUGAR NO RANKING MUNDIAL DE OFERTAS
DE TRABALHO

‣‣ Saiba mais ...




   

CONTRIBUIÇÃO SINDICAL
Prazo para pagamento termina dia 31/01

 

CIETT NO BRASIL
Agenda inclui São Paulo e Brasília
   
..
     

Novo governo pressupõe novos tempos, novas perspectivas, esperanças renovadas. E mais: muitos desafios e trabalho. O país, este ano, enfrentará um dos maiores desafios da contemporaneidade, eis que precisa voltar a crescer, o que implica impulsionar os mais diferentes setores da economia, principalmente aqueles que geram taxas de emprego que garantam a harmonia social.
Somos um desses setores. Os serviços terceirizados e o trabalho temporário constituem uma das mais fortes alavancas da empregabilidade, mormente nos ciclos de demissão de trabalhadores em áreas que se retraem com os ajustes e cortes nos programas governamentais. Infelizmente, somos ainda vítimas de alguns preconceitos, em função de posicionamentos obsoletos e falta de conhecimento a respeito dos nossos potenciais.

Felizmente, temos sido ouvidos pelas principais instâncias que tratam das questões da empregabilidade, em nosso país, a partir do Ministério do Trabalho, onde o ministro Manoel Dias tem aberto conversações junto aos núcleos e espaços do emprego em massa, como o nosso. Da mesma forma, queremos manifestar a nossa convicção de que o novo ministro da Previdência, Carlos Eduardo Gabas, também será um parceiro importante para a garantia dos direitos dos trabalhadores e para mudanças que se fazem necessárias à consolidação dos pilares da empregabilidade, incluindo as reivindicações do nosso setor.

Vamos continuar trabalhando na perspectiva de avanços pontuais e, desta forma, continuar contribuindo com a economia e a sociedade. As autoridades podem ter certeza de que estaremos na linha de frente da empregabilidade. É evidente que levaremos adiante as nossas reivindicações. Afinal, como empregadores formais que somos, reivindicamos condições justas para preservar os nossos negócios e garantir o emprego de milhares de trabalhadores em atividade.

O desemprego volta a inquietar os brasileiros e os números do Trabalho Temporário corroboram com tal cenário. Sofremos como todos os setores os apertos que começam a causar impactos na economia. Efetivamos, no início do ano, somente 4,9 mil dos mais de 160 mil temporários e dos contratados para o Natal, apenas 3%.

Porém, diante de tantas adversidades, queremos realçar o fato de que o setor de Serviços tem contribuído para contrabalançar os níveis do emprego. Em 2014,  foram 476 mil vagas. O Comércio, vale comparar, em igual período, abriu menos da metade de postos de trabalho. A importância do nosso setor não pode ser ignorada. Cremos que MTE e demais órgãos do governo já perceberam esta verdade. Daí a esperança de sermos reconhecidos como deveríamos.

Dispomos de uma massa de empregos para agir como salvaguarda em tempos de crise, facilitando a qualificação de mão de obra e a inserção de trabalhadores no mercado de trabalho. Somos e seremos sempre uma luz no fim do túnel.

Conclamo os empresários do nosso setor a resistir aos tempos difíceis e nos dar as mais no empreendimento de encontrar alternativas e meios para viabilizar nossos negócios. Urge buscar oportunidades na adversidade. Só para lembrar, as grandes indústrias dão preferência aos serviços terceirizados. Vamos transformar o nosso setor na locomotiva para puxar o trem do emprego.
  


Apenas 3% dos temporários de final de ano foram efetivados, diz sindicato
Portal G1 – 22/01/2015


Trabalho Temporário na Páscoa
Rádio Estadão (entrevista ao vivo) – 15/01/2015

Trabalho Temporário sob risco
MetaNews – 22/12/2014

Ribeirão Preto gerou 60% menos vagas neste ano, segundo o MTE
Jornal A Cidade – 19/12/2014


É temporário e quer ficar na empresa? Aprenda e aja como se fosse efetivo
Portal Senac Paraíba – 30/12/2014


Mão de obra temporária no comércio será retardada
Mapa das Franquias – 05/12/2014





SERVIÇOS ESPECIALIZADOS
‣‣ Leia a íntegra

CONVENÇÕES COLETIVAS
‣‣ Leia a íntegra

CONTRIBUIÇÃO SINDICAL
‣‣ Leia a íntegra

E-SOCIAL
‣‣ Leia a íntegra

PERFIL EMPRESARIAL
‣‣ Leia a íntegra

DIRETORIAS REGIONAIS
‣‣ Leia a íntegra


tarja


Como foi o desempenho da sua empresa em 2014 comparado com o ano anterior?

Melhor
Igual
Pior



tarja





tarja

O Twitter é uma das mais utilizadas redes sociais da atualidade para a troca rápida de informações. O presidente Vander Morales mantém um perfil no qual costuma comentar notícias relevantes para o setor de Serviços. Acesse: @VanderMorales

Abaixo, algumas das postagens mais recentes:

‣‣ “Estejamos preparados para enfrentar o que vem por aí. O chamado "saco de maldades" do governo Dilma é um sinal do que nos espera”

‣‣ “Trabalho temporário, que já cumpre importante papel social, pode ser ainda mais utilizado para incremento à renda e retorno ao mercado”

‣‣ “Juros mais altos, preços de serviços essenciais + caros, inflação subindo. Inevitavelmente o mercado de trabalho será atingido. Cautela”

‣‣ “Ontem concedi entrevista para a Rádio Estadão. Vagas temporárias abertas p/ a Páscoa serão fundamentais para quem está em busca de trabalho”

 

creditos
home facebook twitter home
facebook twitter home