cabecalho

Portas de Brasília   Destaques desta edição  

Notícias

Terceirização é prioridade
Especial - MP da Copa
Uma ameaça aos direitos trabalhistas

O novo presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), o ministro Antonio José de Barros Levenhagen, ao assumir o cargo no final de fevereiro deste ano, mostrou-se contrário à MP da Copa.
‣ Leia a íntegra

Artigos


Impacto das tecnologias sobre o emprego

por José Pastore, professor da FEA-USP
Publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo (11/03/2014)
‣ Leia a íntegra

A derrota do país na área trabalhista
por Abram Szajman, presidente da Fecomercio
Publicado pelo jornal Folha de S.Paulo (03/03/2014)
‣ Leia a íntegra

Dois milhões de jovens em risco
por Naercio Menezes Filho, Prof. Titular - Cátedra IFB e coordenador do Centro de Políticas Públicas do Inspe. Professor associado da FEA-USP.
Publicado pelo Valor Econômico (21/03/2014)
‣ Leia a íntegra

O valor dos serviços
por Celso Ming, jornalista
Publicado pelo jornal O Estado de S.Paulo (25/03/2014)
‣ Leia a íntegra

Eventos

ENCONTRO COM NOTÁVEIS
Sindeprestem inaugura novo ciclo de palestras

‣ Saiba mais

AUMENTO DO NÍVEL DE ESCOLARIDADE
‣ Saiba mais

AMCHAM DEBATE A TERCEIRIZAÇÃO
‣ Saiba mais

DEBATES SOBRE A SÚMULA
‣ Saiba mais

Análise Política
O lero-lero eleitoral
Gaudêncio Torquato
Análise Econômica
O pleno emprego no país banhado de sangue
Luciano Ornelas
Mercado de Trabalho

FIM DO CONTRATO DE TRABALHO CLÁSSICO
‣ Saiba mais

SETOR DE SERVIÇOS TEM O MELHOR FEVEREIRO DA HISTÓRIA
‣ Saiba mais

HÁ MAIS VAGAS NO INTERIOR
‣ Saiba mais

ROTATIVIDADE ALTA NO BRASIL
‣ Saiba mais

Palavra do Associado

O Jornal Presstem tem agora um espaço exclusivo para a publicação de comentários, sugestões e críticas sobre o setor de
Prestação de Serviços Terceirizáveis e Trabalho Temporário. Empresário, dê a sua opinião. Participe!
Clique aqui e envie sua mensagem. O conteúdo poderá ser publicado nas próximas edições, dependendo da disponibilidade de espaço.

E x p e d i e n t e

Presidente:
   Vander Morales
Diretora de Comunicação:
   Maria Olinda Maran Longuini
Produção Editorial:
   GT Marketing & Comunicação
Editor:
   Luciano Ornelas MTb 8.764

Repórteres:
   Danielle Borges MTb 46.993
   Giovanna Zanaroli MTb 47.378
Projeto e desenvolvimento:
   Ocre | Officina di Creativitá

 

 

 


 

 


MP DA COPA
Ministro Antonio José de Barros Levenhagen, presidente do TST, é contra medida do governo.

TRABALHO DECENTE NO CIETT
O vice-presidente do Sindeprestem Fernando Calvet representou o Brasil nas reuniões em Cingapura.
   

ENCONTRO COM NOTÁVEIS
A influência positiva da política no setor de Serviços será abordada em novo ciclo de palestras. A primeira com o prof. Gaudêncio Torquato

 

FERIADOS DURANTE A COPA
Enquete: 76% dos empresários do setor esperam prejuízos nos negócios por causa das folgas.
   
Carta do presidente    
Temporários: a MP do absurdo
    O governo federal conseguiu uma façanha notável com suas intervenções sem sentido na área trabalhista: reuniu numa mesma frente de luta os empresários do setor de Trabalho Temporário, os sindicatos, as centrais sindicais e até o Tribunal Superior do Trabalho contra a sua tentativa de implantar no País um tipo de trabalho temporário sem lei e sem ordem.

    De autoria do Ministério do Trabalho, a estapafúrdia MP permite às empresas fechar um contrato de trabalho de 14 dias, renováveis (com intervalo de sete dias corridos) até o limite de 60 dias por ano. Claro, sem registro em carteira. Como não haverá nem tempo para fiscalizar, o que se quer impor ao País é a precarização do trabalho com carimbo oficial.
      Triste, mas o próprio governo desconhece que o trabalho temporário já é regulamentado no País pela Lei nº 6.019 e pelo Decreto nº 73.841, ambos de 1974. Ora, aos 40 anos a legislação precisa ser modernizada para atender à nova realidade do País.

    Mas o ministro do Trabalho quer retrocedê-la aos tempos da Casa Grande & Senzala. E eternizar o que era uma imposição da Fifa só para a Copa. Não será com rasteiras como essa que o governo manterá a empregabilidade do País; ao contrário, vai quadruplicar a informalidade e a clandestinidade. Estamos certos de que todos os atingidos com essa proposta saberão defender seus interesses no Congresso. O governo federal não pode pretender manipular dessa forma a sensibilidade nacional.

    Vander Morales
    Presidente do Sindeprestem e da Fenaserhtt
   
Sindeprestem e Fenaserhtt na mídia
Veja as últimas inserções:
Na Midia

  • Mais de 380 mil vagas serão abertas no país até a Copa do Mundo
    Bom Dia Brasil TV Globo – 06/03/2014


  • Ribeirão abrirá mil vagas temporárias até junho - "A Cidade" - 05/03/2014
  • Trabalho: ano terá 1.200 vagas para temporários em Ribeirão Preto (SP)
    SP no ar - TV Record – 17/03/2014

  • MP para trabalho temporário "oficializa"informalidade, diz Sindeprestem
    ABRH Nacional - 06/02/2014


  • Páscoa: mais de 5 mil vagas temporárias
    Jornal O Amarelinho - 26/01/2014
  •      

    creditos

         
         

    PREPARE-SE, EM SETEMBRO TEM CONETT
    ‣ Saiba mais

    CIETT NA DEFESA DOS DIREITOS TRABALHISTAS
    ‣ Saiba mais

    CONGRESSO CIETT 2014
    ‣ Saiba mais

    PESQUISA PONTUAL PÁSCOA 2014
    ‣ Saiba mais

    ASSEMBLEIA CLETT&A
    ‣ Saiba mais

    GOL CONTRA
    ‣ Saiba mais

    tarja
    Enquete
    As medidas do governo para capacitação profissional têm atendido as necessidades da sua empresa para a contratação de mão de obra?
    Sim
    Não
    Em partes
    tarja

    Serviços aos
    Associados

    PLANVALE

    A Planvale, empresa com mais de 70 mil estabe-lecimentos credenciados em todo Brasil, é parceira do Sindeprestem e oferece taxas diferenciadas para o repasse de vale-alimentação e vale-refeição aos funcio-nários. E mais. Parte da arrecadação proveniente dos cartões será revertida para programas de formação profissional, uma necessidade para todas as empresas.
    Mais informações no telefone (11) 3215-8250 ou acesse www.planvale.com.br

    tarja

    Twitter

    Presidente Vander Morales está no Twitter. Veja as postagens mais recentes
    @VanderMorales

    Vander Morales
    “Trabalhadores precisam das empresas e as empresas precisam dos trabalhadores. Não existem empregos sem os empresários”

    Vander Morales
    “Em 1985, 19,8% dos terceirizados de SP tinham ensino médio completo ou incompleto ou ensino superior. Agora, 72%. Aumento da escolaridade”

    Vander Morales
    “Terceirização vem amadurecendo e sendo entendida (e reconhecida) como importante ferramenta de gestão”

    Vander Morales
    “Estive hoje na Amcham para falar sobre as relações de trabalho no Brasil. Dividi o painel com ministro Almir Pazzianotto e Genival Beserra”

    tarja

    Edição Anterior

    Clique aqui e acesse a edição anterior

     

     

    facebook twitter home