cabecalho home facebook twitter home
         

O Trabalho Temporário já virou uma tradição no Brasil, ferramenta de gestão fundamental da qual se utilizam os empresários; não só aqui, mas em todas as economias avançadas do mundo. Está certo que a Lei 6.019/74 precisa urgentemente de modernização para se adaptar ao Brasil de hoje. Mas é um tema recorrente em Brasília e não temos dúvidas de que avançará para alargar este segmento.

E o que dizer da Terceirização? Tornou-se uma das grandes discussões nacionais, agora em banho-maria em virtude das crises política, econômica, moral e ética do País.

 

Mas voltará com força total e a atividade será regulamentada – e disso também não temos a menor dúvida. Não pode todo o setor produtivo de um país como o Brasil ficar refém de poucos radicais ultrapassados, enquanto nações mais ricas avançam nesse modelo econômico com muito sucesso. Como sempre, o moderno e o eficiente vencerão pela lógica cristalina da livre iniciativa.

É por tudo isso que as entidades representativas dos dois setores precisam de união e de muita força para superar todos os obstáculos que se opõem às nossas atividades. A desunião, num momento crucial para todo o segmento como esse, só enfraquece e desarticula nossos movimentos. Quanto mais dividido estivermos, mais difícil se tornará a nossa luta.

São anos e anos de articulação, desde a formação da primeira entidade até os dias de hoje. A divisão pode ser um sinal de fraqueza. O que precisamos agora é de unificar o discurso e levar adiante os nossos propósitos.

Afinal, Terceirização e Trabalho Temporário são a nossa razão de viver. Não vamos deixar que este sonho morra na praia por sentimentos menores.   

 


Com menor oferta de vagas temporárias, as tomadoras de serviços estão exigindo candidatos mais qualificados neste final de ano?
Sim
Não










PARCERIA INTERNACIONAL
Sindeprestem/Cenam/UCF




PALESTRA
A importância do contrato social na
sucessão da empresa familiar




CONFRATERNIZAÇÃO
Responsabilidade social é dever de todos








Seleções para trabalho temporário estão mais exigentes
este ano

Jornal Nacional – TV Globo – 21/10/2015

Vagas temporárias terão retração de 35% este ano,
diz entidade do setor

Portal G1 – 23/10/2015

Debate sobre emprego temporário
JC Debate – TV Cultura – 13/10/2015

Especial: A importância do trabalho temporário
Jornal Empregos & Estágios – 9 a 22 de outubro de 2015

Temporário: opção no fim do ano
Comércio do Jahu – 04/10/2015

Crise econômica acirra disputa por vagas de trabalho
temporárias

Correio Braziliense – 22/09/2015




 



FINAL DE ANO MOVIMENTA SETOR DE TEMPORÁRIOS
Pesquisa indica contratação de 105 mil trabalhadores no país. Recorde histórico de participação das empresas.




ISS: TOTAL DA NOTA OU SÓ SOBRE A TAXA?
Sindeprestem promoveu palestra para orientar empresários



ROMERO JUCÁ RECEBE LIDERANÇAS EM BRASÍLIA
Marco regulatório para Terceirização foi tema do encontro



TERCEIRIZAÇÃO SIM!

Senado quer saber quem é a favor






STF SUSPENDE CORREÇÃO MONETÁRIA DE DÉBITOS
TRABALHISTAS
TRD havia sido substituída por IPCA-E pelo TST



CONTRATAÇÃO DE APRENDIZES
MTE revogou Portaria nº. 1.288/2015