cabecalho

 
PORTAS DE BRASÍLIA   DESTAQUES DESTA EDIÇÃO  

NOTÍCIAS

Em entrevista ao Jornalpresstem, o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP) fala sobre a tramitação do Projeto de Lei 3.413/12, que pretende incluir o primeiro emprego como motivo justificador para a contratação de temporários.
ARTIGOS


O EMPREGO DEPOIS DA COPA

Por José Pastore
Publicado no jornal O Estado de S.Paulo (15/07/2014)
‣‣ Leia a íntegra

O DESAFIO DA TERCEIRIZAÇÃO
Por Almir Pazzianotto Pinto, advogado e ex-ministro do Trabalho
Publicado no jornal O Estado de S.Paulo (17/07/2014)
‣‣ Leia a íntegra

A IDOLATRIA DO PIB
Por Eduardo Gianetti
Publicado no jornal Folha de S.Paulo (18/07/2014)

‣‣ Leia a íntegra

A CRISE CHEGA AO EMPREGO
Publicado no jornal O Estado de S.Paulo – editorial (19/07/2014)
‣‣ Leia a íntegra

REFORMA POLÍTICA
Por Antônio Delfim Netto – Publicado no jornal Folha de S.Paulo (23/07/2014)
‣‣ Leia a íntegra

 

VI CONETT TERÁ PALESTRA DE JOSÉ
PASTORE

‣‣ Clique e veja mais ...

eSOCIAL: SAIBA COMO SE PREPARAR
‣‣ Clique e veja mais ...

ANOTE! NOVEMBRO TEM JANTAR
DE CONFRATERNIZAÇÃO
‣‣ Clique e veja mais ...

 
OS “ALIMENTOS” DO ELEITOR
Gaudêncio Torquato
 

A CAMINHO DA RECESSÃO

Luciano Ornelas
 


STF ANALISA TERCEIRIZAÇÃO PELA PRIMEIRA VEZ
‣‣ Saiba mais ...

INFLAÇÃO ALTA E SALÁRIOS MENORES
‣‣ Saiba mais ...

NA COPA, SERVIÇOS MANTÊM PIB NEUTRO
‣‣ Saiba mais ...

CONFIANÇA DO EMPRESÁRIO ANTECIPA RITMO DA ECONOMIA
‣‣ Saiba mais ...

GOVERNO PREVÊ PIB DE 1,8% EM 2014
‣‣ Saiba mais ...


O Jornalpresstem foi idealizado para servir de canal de comunicação entre o Sindeprestem e seus associados, que contam com um espaço exclusivo para a manifestação de ideias, propostas, dúvidas e sugestões a cada edição. Participe! Clique aqui e envie a sua mensagem. O conteúdo será avaliado e publicado nas próximas edições.


ENTREVISTA
Deputado Vaccarezza atualiza situação
do PL 3.413/12

eSOCIAL
Sindeprestem promove palestra para
orientar empresários

   

REFIS
O advogado Ricardo Godoi avalia novas regras
 

cartao

CONVENÇÕES COLETIVAS
Logística e Geral firmam convenções coletivas
   
     

O mercado de trabalho, infelizmente, começa a descer a ladeira. Lamentamos a má notícia, mas ela é o resultado lógico de uma economia enfraquecida, a caminho da recessão. Impossível manter esse mercado aquecido se os negócios vão mal. No Brasil, até que essa volta ao mundo real demorou. Aliás, nem os analistas conseguiam explicar o fenômeno do índice baixo de desemprego numa economia quase parando.
O choque com a realidade veio com os dados sobre a criação de empregos formais. Em junho, só foram criadas 25,4 mil vagas, o pior mês de junho desde 1998. Ao mesmo tempo, a Fiesp mostrou dados coerentes com esse: queda de 0,64% no nível de emprego na indústria paulista também em junho, em comparação com maio. Foi o pior mês de junho desde 2006.
E nosso setor de Serviços, que vinha se sustentando há alguns meses, também perdeu a vitalidade. O IBGE apontou avanço nominal de 6,6% em maio de 2014, comparado com maio de 2013. Como a inflação do período ficou em 6,3%, o faturamento do setor estagnou.
Esse fraco desempenho deve ser atribuído também à política tributária no País. O governo não pode alegar que não foi alertado pelos empresários – vários estudos foram apresentados para comprovar as alíquotas abusivas cobradas pela Receita. Nada foi feito. Um exemplo: em 2002, com a adoção do regime da não cumulatividade de PIS e Cofins, os custos referentes a essas contribuições aumentaram 150%. Uma extorsão. Com 90% do faturamento destinado ao pagamento de salários e encargos trabalhistas, as empresas de Serviços não têm a opção de abater o imposto. Com isto, a economia desacelera e o mercado de trabalho vai fechando suas portas.
Não foi por falta de aviso.
   

Vander Morales

Presidente do Sindeprestem e da Fenaserhtt


 

  • Contrato temporário poderá ter nove meses
    O Estado de S.Paulo – 29/06/2014


  • Tercerizar serviços amplia desafios de relacionamento
    O Estado de S.Paulo – 29/06/2014


  • Informalidade ainda pontua as contratações
    Diário do Nordeste - 06/07/2014
  • Esfera trabalhista avança com trabalho temporário
    ABRH Nacional – 15/07/2014

  • Entenda as novas regras para contratação de trabalhadores temporários
    Administradores.com – 04/07/2014


  • Mudam as normas do trabalho temporário
    Diário do Comércio – 02/07/2014
  • CONVENÇÕES COLETIVAS
    Acordo firmado para reajuste salarial e benefícios

    ‣‣ Leia a íntegra

    CONSELHO CONSULTIVO
    Novos Representantes

    ‣‣ Leia a íntegra

    NOVAS REGRAS
    PARA O REFIS
    “Redução do percentual ajuda, mas não resolve totalmente o problema”
    ‣‣ Leia a íntegra

    tarja

    O Ministério do Trabalho e Emprego reconheceu que o Trabalho Temporário é uma importante ferramenta de gestão e precisa ter a legislação que o regulamenta atualizada. A Portaria 789/2014 entra em vigor a partir de 1º de julho.

    Na sua opinião haverá aumento na procura por trabalhadores temporários?


    Sim
    Não

    tarja



    tarja

    O Twitter é uma das mais utilizadas redes sociais da atualidade para a troca rápida de informações. O presidente Vander Morales mantém um perfil no qual costuma comentar notícias relevantes para o setor de Serviços. Acesse: VanderMorales

    Abaixo, algumas das postagens mais recentes:

    ‣‣ Tivemos no Sindeprestem uma palestra muito esclarecedora sobre eSocial. Recomendação: empresas, comecem desde já a se planejar!

    ‣‣ Empresas geram empregos e precisam de estímulos. Como suportar tão alta carga tributária?

    ‣‣ O emprego fraqueja e a economia desanda. Enquanto isso o empresário do setor de serviços continua pagando 150% mais de PIS e COFINS..

    ‣‣ O Sindeprestem realiza nos dias 25 e 26 de setembro o 6º CONETT. Todas as informações estão no site www.conett2014.com.br

     

    creditos
    facebook twitter home
    facebook twitter home