cabecalho

 
PORTAS DE BRASÍLIA   DESTAQUES DESTA EDIÇÃO  

NOTÍCIAS

O deputado federal Arthur Oliveira Maia (SD-BA), relator do Projeto de Lei 4.330/2004, agora reeleito, espera que a Terceirização seja regulamentada ainda neste ano. Em entrevista ao Jornalpresstem, Maia comenta a possibilidade de reforma política, desaceleração da economia e flexibilização das relações de trabalho.
ARTIGOS


OS SERVIÇOS SÃO A NOVA
INDÚSTRIA?

Por Dani Rodrik – professor de Ciências Sociais do Instituto de Estudos Avançados, Princeton, Nova Jersey, autor de "The Globalization Paradox: Democracy and the Future of the World Economy". Copyright: Project Syndicate, 2014 – publicado no jornal Valor Econômico (14/10/2014)
‣‣ Leia a íntegra

SOB O COMANDO DOS MORTOS
Por Almir Pazzianotto Pinto – advogado, ex-ministro do Trabalho e ex-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) – publicado no jornal O Estado de S.Paulo (15/10/2014)
‣‣ Leia a íntegra

TERCEIRIZAÇÃO E A IDEOLOGIA QUE
A INVIABILIZA
Por Sergio Ergio Mauad - ex-presidente e conselheiro do Secovi-SP - publicado no jornal O Estado de S.Paulo (17/10/2014)
‣‣ Leia a íntegra

A REVOLUÇÃO DIGITAL E O
EMPREGO

Por José Pastore professor da USP, presidente do Conselho de Emprego e Relações do Trabalho da Fecomércio-SP e membro da Academia Paulista de Letras – publicado no jornal O Estado de S.Paulo (21/10/2014)
‣‣ Leia a íntegra

A DISCUSSÃO OPORTUNA SOBRE
A TERCEIRIZAÇÃO
Por Antonio Oliveira Santos - presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo – publicado no jornal Valor Econômico (22/10/2014)
‣‣ Leia a íntegra

 

eSOCIAL: TREINAMENTO EM SP
‣‣ Clique e veja mais ...

JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO
‣‣ Clique e veja mais ...


 
A DEMOCRACIA BRASILEIRA
Gaudêncio Torquato
 

O BRASIL E SEU MURO DE BERLIM

Luciano Ornelas
 


ROTATIVIDADE ACIMA DE 40%
‣‣ Saiba mais ...

DESEMPREGO PODE SER MAIOR
DO QUE NÚMEROS OFICIAIS

‣‣ Saiba mais ...

FALTAM CANDIDATOS
‣‣ Saiba mais ...

SETOR DE SERVIÇOS TEM
CRESCIMENTO DE 4,5% EM AGOSTO

‣‣ Saiba mais ...

NO SETOR DE SERVIÇOS, UM
RETRATO DA CRISE GERAL

‣‣ Saiba mais ...


O Jornalpresstem foi idealizado para servir de canal de comunicação entre o Sindeprestem e seus associados, que contam com um espaço exclusivo para a manifestação de ideias, propostas, dúvidas e sugestões a cada edição. Participe! Clique aqui e envie a sua mensagem. O conteúdo será avaliado e publicado nas próximas edições.


BRASIL RECEBE PRESIDENTE DA CIETT
Annemarie Muntz esteve na sede do Sindeprestem, em SP

ENTREVISTA
Deputado Arthur Maia: “O maior projeto que tenho hoje sem dúvida é a aprovação do PL 4.330”

   

JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO
Convites já podem ser adquiridos
 

DIRETORIAS REGIONAIS
Sindicato amplia presença no Estado
   
     



     Refeitos das emoções causadas pelo segundo turno das eleições presidenciais, resta sacudir a poeira, passar uma borracha nos arroubos de campanha – como naquele triste “nós” e “eles” – e botar os pés de novo no País real, este que nos permite trabalhar e desenvolver nossos negócios.
     Afinal de contas, nenhum dos três candidatos à frente durante a campanha (Dilma, Aécio e Marina) defendeu a Terceirização como um modelo vital para o País. Até Marina Silva voltou atrás em sua proposição. Assim, nossa batalha pela legalização da atividade continua e a esperança se renova com uma bancada mais forte e mais compromissada com os setores produtivos no Congresso Nacional.
     Mas cabe uma reflexão: a presidente Dilma Rousseff prometeu dialogar com a sociedade em seu segundo mandato. Isto implica abrir mão de posições inflexíveis, como vimos no alinhamento automático com as centrais sindicais no que se refere à Terceirização. Ela precisará do apoio da classe produtiva que, por sua vez, não poderá abrir mão dos serviços especializados em suas empresas, tendência cada dia mais premente.
     Antes de um dilema, a Terceirização se apresenta como uma solução. Basta fazer uma “conta de padeiro”, pela sua simplicidade: se o País não voltar a crescer e a produzir, os empregos minguarão e a atividade econômica quedará estagnada. Ora, sem uma arrecadação mais forte, o governo do PT não conseguirá sustentar sua política social e programas como Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida e outros. Um alimenta o outro.  Fomentar a produção, por meio de alternativas inteligentes, como a ferramenta da Terceirização, constitui a saída para o perigoso labirinto que Dilma pode encontrar à sua frente.
     Enfim, dar as mãos ao setor produtivo é o primeiro passo, além de forte aliança política no Congresso.
     Como se vê, não parece difícil desatar o nó que impede os avanços da Terceirização em nosso país. Estaremos a postos para tentar viabilizar essa empreitada.


 


Começam as contratações temporárias para o fim do ano
Globonews / Jornal das 10 – 15/10/2014


Mais de 160 mil empregos temporários serão abertos no Brasil no fim do ano
Globonews / Jornal das 10 – 30/10/2014

Temporários para o Natal também em marcha lenta
Diário do Comércio – SP – 15/10/2014

Previsão de Natal fraco indica menos vagas temporárias
DCI – 13/10/2014

Contratação de temporários em Minas deve diminuir
Diário do Comércio – MG – 14/10/2014

Comércio contrata 70% dos temporários para o fim de ano
Supermercado Moderno – 13/10/2014


Empresas começam a contratar temporários para o Natal
SBT – Jornal do SBT – 14/10/2014


Contratos temporários terão a menor alta desde 2007
Folha de S.Paulo – Mercado Aberto – 12/10/2014



PRESIDENTE DA CIETT
VISITA SEDE DO
SINDEPRESTEM

‣‣ Leia a íntegra

DIRETORIAS REGIONAIS
EM REESTRUTURAÇÃO

‣‣ Leia a íntegra

BOMBEIRO CIVIL:
REAJUSTE DE 8,5%

‣‣ Leia a íntegra

DIRETORIAS REGIONAIS
‣‣ Leia a íntegra

tarja


Qual sua perspectiva de crescimento para 2015?

Menos de 1,5%
Mais de 1,5%
Não haverá crescimento




tarja





tarja

O Twitter é uma das mais utilizadas redes sociais da atualidade para a troca rápida de informações. O presidente Vander Morales mantém um perfil no qual costuma comentar notícias relevantes para o setor de Serviços. Acesse: VanderMorales

Abaixo, algumas das postagens mais recentes:

‣‣ “Sentimo-nos muito honrados por receber uma autoridade mundial do trabalho temporário. Ansiosos pela chegada de @ANNEMARIEMUNTZ, da CIETT”

‣‣ “Pesquisa Sindeprestem / Fenaserhtt indica alta salarial para os temporários nesse ano: 6% a mais na indústria e 5% no comércio”

‣‣ “A desaceleração da economia impactou o nosso segmento, mas apesar disso, mesmo que pouco, ainda cresce. Ser temporário agrega experiência”

‣‣ “163,6 mil temporários devem ser contratados em todo País. Vagas serão abertas pela indústria e comércio. 8 mil têm chance de efetivação”

 

creditos
facebook twitter home
facebook twitter home